27.6.13

Ain't nothin more beautiful to be found

    
    
O que eu queria mesmo era ficar em casa assistindo filmes e comendo sorvete, mas a as garotas insistiram demais para que eu saísse. Elas estavam loucas para ir à boate nova que tinha aberto no bairro, alguém comentou que era muito boa. Acabei por ser convencida, até porque há meses elas me chamavam pra sair e eu sempre negava. As duas achavam que já passava da hora de eu voltar a curtir a vida depois do término com o meu ex, mas eu ainda não me sentia à vontade, sei lá.

Chegando lá, até me animei ao ver alguns meninos bonitos. Era Open Bar para mulheres até meia noite, então eu e as meninas tratamos de aproveitar bem. Estávamos dançando quando um garçom passou ao meu lado e eu esbarrei nele, sem querer. Estava meio tonta, confesso. Eu e as garotas ajudamos ele a recolher alguns copos e depois seguimos para o banheiro, eu tinha acabado de tomar um banho de vodka. 

Estávamos rindo muito e de volta a pista de dança, percebi que tinha alguém me olhando. Eu, que estava naquele lugar por livre e espontânea pressão, me surpreendi ao encontrar lindos olhos olhando os meus. Sorri pra ele, claro. Minha noite poderia mudar: eu faria ela mudar. E depois me viro para as meninas. Que lindos olhos. Enfim, ainda era o começo da noite, havia muito para acontecer.

-


Quando o meu amigo me chamou para ir àquela boate nova do outro lado da cidade, eu fiquei super animado. Saí um pouco mais cedo para pegá-lo em casa, e ainda assim, chegamos antes da boate abrir. Ficamos na frente tomando cerveja quando vimos um trio de garotas muito bonitas, diga-se de passagem, entrando na festa. Uma em especial não parecia estar muito animada, mas era a mais linda entre elas.

Algum tempo depois, seguimos para a entrada da boate, mas o cara que estava comigo não pode entrar. Tinha esquecido a identidade. Eu fiquei tão puto com ele! Mas ele ficou tão sem graça que apenas o seu "me desculpa, cara" foi o suficiente para que eu tivesse paciência de esperá-lo ir em casa buscar o documento. 
         
Ele finalmente voltou e nós entramos lá. De cara, cruzei novamente com as três meninas, ajudando o garçom a apanhar alguns copos do chão. Elas saíram andando rapidamente e eu pedi licença ao meu amigo para ir atrás delas, perguntar se uma, em especial, gostaria de alguma ajuda. As perdi de vista por alguns instantes, até que escutei risadas que vinham por trás de mim. Não demorei a virar e ver a tal garota. 

Ela era tão linda e a forma com os seus cabelos loiros caíam sobre seus ombros me hipnotizaram. Ela percebeu que eu estava olhando e eu, sem graça, dei um sorriso. Fiquei feliz de ser retribuído. Que lindos olhos ela tinha. Olhos que me despertaram certa curiosidade. Enfim, era só o começo da noite, muito ainda iria acontecer.

24 comentários:

  1. Sabe, eu preciso de uma noite assim. De um olhar assim para ver se tudo muda de vez..

    É bom poder seus escritos mais uma vez, Amanda.
    Beijos*:

    ResponderExcluir
  2. Os dois lados da moeda.
    eu sempre gostei de textos assim, as visões de ambos os lados, pensamentos, as vezes sincronizados. às vezes acho que vou ficar louca, eu tento imaginar como é a vida das pessoas antes de me encontrarem, acontece muito.

    Identidade Aleatória
    Facebook

    ResponderExcluir
  3. Textos assim são lindo, dá vontade de ler, reler e ler mais uma vez. Amo!

    http://senhoritapriscila.blogspot.com
    Curti a fan page? (www)
    @priscilafrr,
    beijo.

    ResponderExcluir
  4. Adorei demais o textos, você deu duas visões diferentes e isso é bem legal, seria bom se tivesse a continuação rsrs
    Beijinhos
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito desse texto, e foi uma das unicas coisas que me alegraram hoje...
    sabe o que eu quero? Eponine.
    quando vai voltar? :(

    ResponderExcluir
  6. Que legal! Adorei ver os dois lados da história. Queria uma continuação, saber o que rola depois! Muito legal o texto, me prendeu mesmo, fiquei lendo até o fim, curiosa!
    bjs

    TRASH ROCK

    ResponderExcluir
  7. Bom, gostei da história, espero a continuação..Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  8. Eu sempre digo isso: o amor da nossa vida pode estar naquela esquina. logo, não custa nada se caprichar um pouco, ou ao menos manter o charme.
    E é ótimo quando o inesperado acontece. Encontros enquanto obra do acaso... quem nunca?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Que saudade de vir aqui Amanda <3
    seus textos como sempre, muito <3
    WOOOW, alguém me apresenta um mocinho fofinho desses? Parecia que eu estava lendo um filme (?) isso mesmo haha
    quero mais :33
    SIIIM pode dizer sim hausdha eu tambem quero todas aquelas novidades ;3
    Um beijo!
    Pâm - http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Awn, que bonito! Foi bom ler a visão dele, mesmo sem saber se era isso que eles pensam na vida real, né? De qualquer forma, lindo demais, Amanda. Amei! :)

    Pale September

    ResponderExcluir
  11. Que lindo! A vida nos reserva grandes surpresas!

    Seguindo, segue de volta?!
    Abraço,
    http://garotas100teen.blogspot.com
    http://twitter.com/Garotas100Teen
    http://youtube.com/Garotas100Teen

    ResponderExcluir
  12. Tem grandes chances de ser uma linda estória *_* Já quero saber o que mais aconteceu naquela noite *_____________________* haha'

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  13. Desencontros que causam encontros.. É o que me anima ainda! ^^ Desculpa o sumiço, minha flor. Tive alguns problemas bem difíceis e acabei desanimando muito de blogar. Volta e meia passava aqui, mas só lia mesmo. Mas já estou voltando, renovada! Beijão!

    http://desabafosdeumatola.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ahh como está lindo o seu blog. Ah tanto tempo eu não venho aqui. Você continua escrevendo muito bem. Adorei o post. Bom, queria avisar que depois de tanto tempo com o meu blog desativado eu voltei a postar e visitar todos os blogs. Beijooos. http://bloguinhodaspatricinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto!! Tem post novinho esperando por você!! Beijinhos..

    ➥ www.rolamuito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Desculpa o palavriado, mas que puta texto!

    O Desconstruindo Amélia está de volta. Espero sua visita!
    Beijos, Letícia.

    ResponderExcluir
  17. Texto perfeito, deu vontade de saber o que rola depois né? rsrs

    http://newsdayoff.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Amanda,
    O texto ficou ótimo, adorei o jeito com que você escreve! E o seu layout ta lindo, fazia um tempinho que não vinha aqui, e adorei quando vi!
    Eu e a Fer voltamos com o blog, se você puder dar uma passadinha lá a gente ia adorar!

    Beijos, Laura.
    www.meianoiteequinze.com

    ResponderExcluir
  19. Cada dia que passa seu blog fica mais prazeroso de ler . Amo seus posts ! *.*
    Que Deus te abençoe !

    - http://girls-of-christ.blogspot.com.br/
    - http://ask.fm/GirlsofChrist

    ResponderExcluir
  20. Passando para dizer que tem novidade no blog =D

    (desculpa copicola)

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  21. O seu blog é lindo, e eu também adorei o texto, achei ele por intermédio de uma amiga que sabe o quanto eu adoro escrever e ler BONS textos românticos como esse seu, e por isso me passou o link. Realmente adorei, e fiquei imaginando o que deve ter acontecido no resto da noite deles...

    ResponderExcluir
  22. AMEI! Principalmente essa parte: "A verdade é que tendo alguém com quem dividir as cicatrizes se tornam menos profundas, os fardos se fazem menos pesados", a frase é perfeita, e super verdadeira

    Beijinhos, Garota Inocente

    ResponderExcluir