13.12.12

Abstinência

Pela primeira vez, estou tão perdida nas ideias que embaralham os meus pensamentos. Confusa eu sempre fico, isso não é novidade. Mas pela minha vez não consigo transformar a minha confusão em palavras. Acordo, lembro, trabalho, penso, estudo, imagino, faculdade, busco resposta, durmo... respiro, relaxo. Mas os pensamentos estão lá, esperando apenas que eu tome consciência para voltarem ao lugar tão incômodo em que se alojaram na minha cabeça.

Um falso conforto me toma e eu fingo estar conformada com o que me aflige. Logo depois, sinto tanta raiva por não conseguir canalizar os meus pensamentos para algo mais produtivo. Concentrar-me têm sido algo difícil de fazer. É como uma abstinência, sabe? O corpo sente física e psicologicamente. Eu suo, me enrosco, me flagelo. Minha mente pede desesperadamente por aquilo que me falta, que eu não posso mais alcançar. Faço uma coisa e outra, me ocupo, mas a nostalgia se tornou meu principal pensamento, uma espécie de melhor inimiga.
        
A verdade é que a melhor forma de lembrar é tentar esquecer. Mas seja lá qual for a melhor forma de fazer alguma coisa, eu busco superá-la do meu jeito. Mesmo sendo teimosa, insistindo no erro, me torturando a buscar por respostas. Essa é a minha reabilitação. Assim como um viciado em álcool, estou vivendo cada dia de uma vez, tentando superar esse vício. Assim, a cada dia me torno mais forte, embora sinta minhas recaídas.
        
Por mais que pareça que a dor vai perdurar - e de fato, ela vai durar, mas só por algum tempo -, ela passa. Tá, enquanto não passa, dói. E dói de um jeito que nenhuma dor física consegue se igualar. Mas saber que passa já é um estímulo para a superação, para o esquecimento do vício degenerador. Tenho que me entregar a tristeza para que ela possa ir embora e dar espaço a felicidade que eu tanto quero sentir.
        
Mas me sinto confiante. Aliás, posso não ter as respostas agora, mas eu sei que o tempo me dará. E mesmo que ele não cure tudo, ao menos ele tira de foco, o que já é suficiente para seguir em frente, ainda que despedaçada. Pode ser o maior clichê do mundo, mas a gente não sai de uma experiência, seja ela boa ou ruim sem levar nenhuma lição. E, as más experiências nos marcam, ficam tatuadas sobre a pele, mas também serve como um radar que fica vermelho e grita ao avistar um situação, no mínimo, parecida. A gente segue em frente e quebra a cara se quiser.
        
A dinâmica da vida me empurra para frente, mesmo que eu esteja estagnada. A rotina vai superando as minhas urgências e dando espaço à mecânica dos meus dias. Tudo aquilo o que é costume ficará e o que era excepcional, extraordinário, vai sendo trocado e substituído por outros sentimentos ou ideias, de acordo com o amadurecimento.
        
Tudo continua. Acordo, trabalho, estudo, faculdade, resposta, falta e saudade. Sendo que, as quatro primeira ações permaneceram, enquanto as três últimas, aos poucos, deixaram de fazer sentido. Tudo passa. Toda a minha revolta e rejeição simplesmente vão se transformar em conformidade. Isso acalma o meu coração. Ai, vou saber que estou curada do meu vício, da minha necessidade, da minha saudade, da minha esperança... de você.

46 comentários:

  1. As vezes queremos escrever mais tudo está tão embaralhado que nem sabemos por onde começar ou o que escrever, mas aos poucos tudo volta ao normal.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Amei esse trecho: A verdade é que a melhor forma de lembrar é tentar esquecer. Mas seja lá qual for a melhor forma de fazer alguma coisa, eu busco superá-la do meu jeito. Mesmo sendo teimosa, insistindo no erro, me torturando a buscar por respostas. Essa é a minha reabilitação.
    TRASH ROCK

    ResponderExcluir
  3. Estou bastante confusa no momento também!
    Ótimo texto como sempre!
    Boa quinta-feira!
    Fica com Deus!
    Beijo!

    http://nannacunha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tem muita gente me deixando confusa nesse momento *_*

    camilasousa.com.br

    ResponderExcluir
  5. A dica é tentar canalizar seus pensamentos em coisas mais úteis e como sempre, seu post está ótimo!

    Beijos, Letícia.
    Desconstruindo Amélia

    ResponderExcluir
  6. Aw, que texto lindo! Parabéns pelo dom e pelo talento, e você tem razão: a dor é passageira.

    O Sugar Dance finalmente está de volta com postagem nova e em breve, sorteios e novos goodies. Confira!

    Beijos e boa quinta-feira!

    Camilla Martins - Sugar Dance (clique no perfil para entrar no blog)

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do texto, escreve muito bem! Hahahahah
    Adorei o seu blog, muito charmoso. Já estou seguindo ele! Depois dê uma olhadinha no meu, tem várias coisas legais.

    Beijão lindona,

    Taíssa.
    http://garotaspuroluxo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. OI TUDO BEM !!
    OI ADOREI SEU BLOG , SE DER E QUISER CLICAR NO G+ . MEU BLOG É :- http://brechodosul.blogspot.com.br , VAI DAR UMA OLHADINHA SERÁ UM PRAZER EM RECEBER .
    OBRIGADA AGUARDO SUA GENTILEZA

    FICO GRATA AO ME SEGUIR , POIS JÁ ESTA SEGUIDA . E QUERENDO ALGUMA ROUPA ME ESCREVA PARA MEU EMAIL SERA UM PRAZER NEGOCIAR COM VOCÊ.

    MARCIA REGINA - DESCULPE-ME A LETRA GRANDE MAS SOU DEFICIENTE ESPECIAL

    ResponderExcluir
  9. Ah, essa abstinência... Aos poucos vamos nos curando de todo esta saudade, sutilmente, até que um dia, sem perceber, ela se foi. Mas, até lá, vai se seguindo assim, tentando, lutando... vivendo.

    ResponderExcluir
  10. Sei como é.
    Sou uma pessoa confusa, passo por momentos de estagnação e que tudo fica taoc omplexo que nem consigo colocar no papel.

    Belo texto.

    beijos,

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Amanda,
    as vezes me sinto tão confusa que penso que mesmo as coisas 'lúcidas' e 'sóbrias' que escrevo, vem de momentos de confusão. Se alguém pensa que elas vem a tona em perfeito estado de lucidez se enganam, rs
    Enfim, a vida é assim, há sempre aqueles momentos aonde nos movimentamos apenas por a vida se encarrega de nos empurrar.
    As vezes nos damos conta de esquecemos quando nos relembramos, é bem isso.

    Beijo,
    Jhosy

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Anw Amanda, que texto lindo. Já pensou em fazer igual a Bruna Vieira e publicar um livro? hehe Você me emociona com esses textos.
    beijo

    Marina Alessandra do blog Maior de Idade
    @mariinaale

    ResponderExcluir
  13. Comigo acontece exatamente do mesmo jeito. Acho que essa abstinência, tristeza e nostalgia só passam quando a gente realmente aceita.
    -xoxo

    http://s2juuh.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Sinceramente, tudo isso vem acontecendo comigo atualmente. É tudo tão confuso pra mim, que muitas vezes não encontro uma solução.
    Adorei o texto!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  15. Juro que senti vontade de chorar. Sabe por quê? Puro medo que um dia passar por isso. De um dia pensar que estou perdida e sentir uma abstinência absurda de alguém. Medo de um dia colocar na minha mente de que o tempo vai curar minha feridas. Medo de um dia ter feridas. Medo de um dia acabar e eu sentir tudo o que você descreveu no texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patriny, infelizmente a gente não tem como prever essas coisas, não tem como prever os nossos sentimentos. E pra piorar, a gente não aprende a lidar com o fim, por isso que dói tanto (talvez). Mas não tenha medo, temos que passar por isso, mas também aprendemos muito com as nossas perdas, talvez até mais do que com os ganhos.

      Excluir
  16. Realmente agente não preve nossos sentimentos, infelizmente agente não preve ):

    Bjs, bjs ;*
    things-deluxe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Eita mania de escrever textos que me descrevem. Já me senti assim antes e há pouco tempo estive a ponto de voltar a me sentir assim! Mas graças a Deus não aconteceu. As vezes me sinto forte para sobreviver às perdas, mas outras vezes acho que eu morreria sem algumas pessoas!

    Beijos
    http://delicadaeegoista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Nada como viver um dia de cada vez, sei que é legal ter planos, as ideias organizadas, mas as vezes essa regra de viver apenas cada dia, é uma dádiva =)
    Bjs

    Rafa
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  19. Tava mesmo precisando ler um texto assim ..
    http://www.paaradateen.com

    ResponderExcluir
  20. Que lindas suas palavras! Curto o jeito que vc escreve :)

    Muito obrigada por comentar no meu blog! :D
    Ah e sempre que atualizar seu blog me avise!

    Beeeijooos e ótima sexta!

    re-becah.blogspot.com.br

    www.youtube.com/user/blogdareh/featured

    ResponderExcluir
  21. Que lindo


    Já estou te seguindo e amei seu blog, se gostar do meu blog segue de volta =)
    E sempre que atualizar seu cantinho me avise

    http://claudiniz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Que texto lindo. Gostei no final. Apesar de tudo agente sempre vai ficando com a rotina e esquecendo aos poucos os sentimentos...
    http://www.avidaemletras.com/

    ResponderExcluir
  23. Texto Lindo!

    O seu Blog é lindo!!

    E estou seguindo aqui com certeza!!

    Se quiser e puder retribuir!!!


    Beijinho

    http://alineperobello.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Nossa, me identifiquei muito com o texto. Belas palavras, Amanda!
    Adorei o blog, voltarei mais vezes.
    Beijos.
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  25. Isso acontece comigo, estou com as palavras para escrever, mais não consigo, minha cabeça fica tão atrapalhada, nossa, muito ruim isso. Amei seu texto, muito eu..

    www.blogmeninamulher.com

    ResponderExcluir
  26. Amei o texto, Amanda. As vezes isso também acontece comigo :/

    www.deliriosdegarota.com

    ResponderExcluir
  27. Oi querida, tava aqui lendo teu post e fiquei pensando o seguinte, nossa unica consolação é de que tudo passa nessa vida.

    Beijo flor, tudo vai ficar bem.

    ResponderExcluir
  28. Seus textos são sempre tão lindos e cheios de sentimentos, adoro!
    Beijinhos

    Am
    http://www.vinteepoucos.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Me identifiquei bastante, Amanda. Os pensamentos ficam tão perdidos que dá pra sentir até fisicamente. Uma confusão desconexa.
    Amei o texto, viu?
    Beijos,
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Eu gosto do modo como escreve. Não usa aquelas palavras difícieis só para seu texto ficar parecendo intelectual, voce escreve naturalmente. :D bjs
    naquelemomentoeujuro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Oie flor!
    Adorei o teu cantinho!
    Olha só, eu acho que todos passamos por momentos assim, não se culpe tanto, principalmente na adolescência, é uma confusão por ter que mostrar ao mundo quem somos e ao mesmo tempo é difícil saber quem somos com tantas coisas e cobranças. Mas tenta relaxar, estes são apenas sintomas de ansiedade.

    Espero que melhore logo, que se encontre! :D
    Mil beijinhos
    http://tumbacerrada-azamba.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Que texto lindo, a gente passa a leitura toda naquela expectativa. Eu acho que é importante mesmo viver um dia de cada vez, pensar "só por hoje" que acaba dando certo.

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  33. Nahim...seus textos são super lindos! Já pensou em tornar-se escritora um dia? Você tem talento...e falo sem clichês! E você falou tudo na Frase: Agente segue em frente e quebra a cara se quiser...
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  34. Adorei esse texto meninaaaa
    abstinência ... foi super incriiivel! Vamos pensar hoje, viver cada dia, apesar de tudo, de por muito tempo eu também ter vivido com ela, até que temos que superar... Ou tentar pelo menos, né?
    AAh *-* essa é a minha intenção, acredite HAHAHAHA :)
    Um beeijo fofa
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. É realmente muito ruim quando nos perdemos no meio de nossas ideias e quando tentamos colocá-las em palavras, simplesmente nada sai. Sei bem como é e espero que isso passe! Todo mundo passa por momentos confusos assim, pode ter certeza :)

    OBS: Contei no blog como foi conhecer a Bruna Vieira pessoalmente, caso queira ver http://helviocaldeira.blogspot.com.br/2012/12/lancamento-do-livro-depois-dos-quinze.html

    ResponderExcluir
  36. Eu sei, parece um emaranhado de coisas que não conseguimos juntar. Um quebra cabeças de peças iguais, a constante modificação de humor enquanto se respira, o silencio que parece ensurdecedor e o barulho que vez ou outra acalma toda a dor e depois, depois simplesmente passa, e você acha que está curada por não pensar nele durante o café da manhã, nos intervalos das aulas, no suspiro ao tomar café na mesa do trabalho, no banho quente, na cama antes de dormir...e vai passar, porque tudo passa, e no fundo, é exatamente isso o que queremos, que tudo passe.

    ResponderExcluir
  37. Como sempre... Seus textos me fazem lembrar de momentos que vivi e vivo. É como se você fosse minha amiga sabe, que me ouvisse e depois consegui-se transformar meus sentimentos e dramas em palavras, em um belo texto como este. sz

    Gosto muito dos seus textos flor, muito mesmo, continue assim *-*
    Agora quero lhe convidar a participar de uma promoção da Editora Gutenberg lá no meu blog, é um sorteio de um livro super bacana (Dark Eden - O medo é a cura).

    http://drerodrigues.blogspot.com.br/

    Beijos sz

    ResponderExcluir
  38. Seus textos são muito bom, dá prazer em ler, mais uma vez parabéns!!!
    bjs...

    http://www.perfumesdapam.com/

    ResponderExcluir
  39. amei o post, seus textos são ótimos.

    tbm amei seu blog, estou seguindo. Faz uma visitinha ao meu tbm, e se gostar nos siga tbm :)

    http://sonhosdocesonhos.blogspot.com.br/

    bjus

    ResponderExcluir
  40. Às vezes o melhor caminho é encarar a rotina e esperar que o tempo passe. Quem sabe os bons ventos não tragam amores e flores? Às vezes parece que falta um pedaço da gente e até as simples tarefas parecem impossíveis,
    Lindo texto, seu blog é incrível.
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Ai flor super que amei ,mesmo!
    girl-fly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Não sou de fazer ctrl c + v, então, já peço desculpas pelo comentário. Estou sem tempo nesse momento, mas depois voltarei a cada Blog e comentarei no post atual de forma correta.
    Estou explicando tudo no post do Maça Verde.

    Beijos
    macaaverdee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  43. que textos lindos, nunca tinha visto.
    Seguindo seu blog linda, que vc tenha muito e muito sucesso cada vez mais.
    Se quiser dar uma passadinha no meu blog será muito bem vinda, Obrigada.

    cupcakeofchocolate.blogspot.com.br

    ResponderExcluir