6.11.12

Disappear

"... mas ainda assim, não é a ausência, também ela e talvez sobretudo ela, a mais intensa forma de presença?"

Prometi a mim mesma que não escreveria mais uma linha sequer sobre você. Mas todo o caos ainda é tão vivo dentro de mim que não me vem outro assunto sobre o qual eu queira escrever, a não ser você. Diferentemente dos outros textos, este traz mais saudade do que dor, mais despedida do que vontade de ficar, mais passado do que futuro.

Cheguei a conclusão que seria menos dolorido pra mim te deixar ir embora, mas isso não quer dizer que eu não esteja sofrendo. Aliás, essa foi a decisão que a minha cabeça tomou e o meu coração discorda a cada momento que penso sobre isso. Quando estou cercada de pessoas, se torna bem mais fácil fingir que estar tudo bem pra mim mesma. Na verdade, por poucos segundos, chego até a acreditar que minha felicidade momentânea seja verdadeira. Mas chega a hora que tenho que voltar pra casa, que fico sozinha no quarto, e aí a tua lembrança vem me fazer chorar. 
        
Um filme se passa na minha cabeça, antes de dormir, dos nossos momentos que a minha cama guarda, das risadas, das vezes que dormimos mal, mas ficamos nela, só pra ficarmos juntinhos. Dos abraços, de dormir de conchinha... da falta que tudo isso faz, da saudade que tudo isso traz! Talvez o meu problema seja ser nostálgica demais, de me agarrar com as memórias e não soltá-las por nada.
        
Sinto uma falta do "nós", esse "eu" de um lado e "você" do outro me incomoda demais. E desisti de forçar te esquecer, embora eu tenha me conformado que essa será a minha escolha. Essa coisa de destino não é comigo, eu acredito que a vida é a consequência das escolhas que fazemos e a gente escolheu desistir um do outro.  Quando eu dei "adeus" não foi mero drama, eu realmente vou tentar canalizar essa imensidão de sentimento pra outro sentimento, pessoa, importância. Mas, sei lá, você não quer sair de mim, sabe? Se tornou importante demais.
        
Ora penso que é melhor mesmo te esquecer, ora penso que ainda é possível salvar alguma coisa. Penso se não estou sendo ridícula por ainda escrever sobre você ou se talvez, você leia meus textos com carinho e água salgada nos olhos. Meus sentimentos são tão confusos, são tão seus, queria poder compartilhá-los contigo, mas não posso mais. Ou não devo. Me dizem para não deixar o amor ir embora, me dizem para não perder a compostura, me dizem para deixar o orgulho me guiar...
        
Sonhei com você ontem a noite, sabia? Queria poder te contar como me sinto.  Não que tenha acontecido alguma coisa demais no meu sonho, mas você estava comigo, como antes. Me deu uma sensação de segurança, paz. Mas bastei abrir os olhos para ver que a minha realidade não mudou em nada, que você continua longe, seu lugar na minha cama continua vazio, assim como o seu espaço no meu coração.
        
Sei que assim como você deixou marcas em mim, também deixei em você, mesmo que você não demonstre, mesmo que você se esconda ou até fuja disso. E sei também que não é fácil assim esquecer. Mas não escrevo esse texto por querer trazer tudo o que passou, não mais. Hoje busco apenas me acostumar com a saudade que deixou um buraco que aos poucos vai sendo preenchido pelo tempo. É a frase mais clichê do mundo, mas o tempo realmente é o mestre de tudo. Nada como o tempo pra acalmar, tirar de foco, curar, cicatrizar as dores. 
        
Já te sinto indo embora. Não literalmente, pois isso você foi há algum tempo, mas de mim. Agora, eu sei que não fui eu que te perdi, mas você é quem esta me perdendo. Eu estou indo embora. Você vai notar, aos poucos, eu escorrendo por entre teus dedos, desaparecendo da tua memória. Ainda te amo, mas vou, pouco a pouco, engolindo esse sentimento. Você vai sentir. Vou sumindo da tua vida, da tua mente, das tuas memórias, do teu coração... até só restar a saudade.

24 comentários:

  1. Adoreiii!!

    xx
    http://nuasecruasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Menina como eu me identifico com os textos que você escreve viu, é tão ruim isso né essa falta da pessoa essa nostalgia de todos aqueles tempos maravilhosos que vivemos e ainda mais ter que dizer adeus, sair de vez da vida da pessoa que amamos mas querendo ficar, mas tem hora que não da mais né e como você disse o tempo vai preenchendo esse vazio e a gente tem que ir se acostumando com isso, infelizmente :/
    bjinhos
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, arrancando nossos suspiros né!
    unnf.. hehehe
    O duro é quando não resta nem a saudade...
    Bjoos

    http://www.annemartins.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre digo que nao vou escrever sobre ele, mas sempre escrevo, sempre, sempre

    @littlepistols
    http://mustachesandcats.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Mandi (posso te chamar assim?), eu me identifiquei totalmente com esse texto, pois estou passando por uma fase assim. Quando eu acho que finalmente consegui esquecer dele, eu o vejo e então, é como se nada tivesse mudado. Quer dizer, como se meu sentimento não tivesse mudado, pois a nossa história mudou. Mas o melhor mesmo é eu continuar fazendo uma forcinha para esquece-lo, pois isso vai ajudar o tempo a ser mais rápido para acabar logo com essa minha dor.
    -xoxo

    s2juuh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Você escreve bem demais, suas palavras sempre encantam.
    Boa terça-feira!
    Fica com Deus!
    Beijo!

    http://nannacunha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu me identifico tanto com seus textos *-*
    A gnt promete tanto não escrever mais sobre alguém, mas não tem como, as palavras parecem que saem por conta própria.
    Mas é isso, como vc disse no texto, depois de muito escrever, não é nos que perdemos a pessoa, e a pessoa que vai nos perdendo.

    Beijos,
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Adorei a imagem e o texto. *-*
    Acredito que é uma decisão bem complicada sair da vida de alguém.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Que lindo, tudo o que não queremos escrever e o que escrevemos
    beijos

    ResponderExcluir
  10. oi flor..
    lindo seu texto...emocionante, eu acho também que a vida é uma feita de escolhas, tudo o que fazemos é porque escolhemos, desde as coisas mais simples como as mais importantes, como deixar ir alguém que amamos...as vezes nossas decisões vem apenas das escolhas que temos, então escolhemos um caminho e vamos..
    realmente o tempo curoa, muda e tira de foco...a gente só tem que saber e que decidir que é isso mesmo que queremos e depois pronto...ser forte...um dia será uma lembrança, talvez uma saudade..
    beijo e até mais lindinha!!

    jadhianacleto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Sempre me identifico com os seus textos, impressionante.
    Não me faça chorar, garota! haha
    Beijinhos

    Am ♥
    http://www.vinteepoucos.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Já me senti assim, ainda bem que passou >.<

    ResponderExcluir
  13. Dizer adeus as vezes parece mais dificil do que realmente é. A saudade faz bem as vezes, principalmente quando percebemos que sentiamos mais saudades do que éramos antes de determinada pessoa aparecer! Como dizem... Nunca ninguém morreu por amor.

    Beijos
    http://delicadaeegoista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Uau, adorei o texto!!!
    Bjs...

    http://www.perfumesdapam.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá Amanda!
    Seus textos são mágicos, pois prendem a minha atenção do início ao fim. Sou como você: Tento não lembrar, quero esquecer, admitir que tudo já acabou e... Não consigo. Escrever sobre alguém que deixa algum tipo de marca no coração é praticamente impossível, pois bate aquela saudade e tudo vem como um flashback diante dos olhos. Só o tempo para acalmar nossos sentimentos e colocar em nosso caminho uma pessoa nova para que junto com ela venha outras experiências.
    Aproveito para avisá-la que tem atualização em meu Blog.
    Super beijo ;*

    http://versosmudos.com

    ResponderExcluir
  16. Oi flor,adorei teu blog!
    giirl-fly.blogspot.com. br

    ResponderExcluir
  17. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom,muitas vezes o que foi já não é, e os sonhos passaram, só devemos alimentar esperança quando ainda hé uma luz mesmo que seja pequena, há força em nós para superar a perda, e esta sempre traz algo de ganho, pense nisto. Espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.E na próxima quero ler mais óptimismo.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.


    ResponderExcluir
  18. Obrigada pela visita carinhosa minha linda, você escreve lindamente :D
    Mega beijo!
    Nanda

    lladodedentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu já passei por isso. Demorei a acreditar que a decisão foi correta, mas hoje eu tenho certeza que foi. Só te digo uma coisa: Demora sim e muito para esquecer, mas não há nada pra se fazer, só deixar o tempo passar.
    Beijooo

    oucacoloridovejaalto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. O importante de finais de relacionamento é não pensar que somos apenas nós que estamos perdendo, mas a outra pessoa também. Quando você se dedica e tem um relacionamento pleno, você sabe que a pessoa vai sentir falta de todo o amor. É triste, mas tem coisas que devem chegar ao fim, para outras melhores começarem, mas acredite, é verdade. Eu já perdi coisas que na época eu achava importantes, porque eu não tinha noção das coisas, mas se não fossem por essas perdas, eu nunca estaria onde estou agora e acredite, toda a dor é mesmo um aprendizado para que você viva em paz e viva com sabedoria. Saiba que erros acontecem e não se culpe de tudo.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  21. muito legal
    nao sei se foi aqui que eu li ou não >> não lembro
    mas eu achei que estava tudo resolvido com essa situação d vc e a outra pessoa e ainda fiquei feliz pq sao raros relacionamentos q ficam bem resolvidos depois que terminam
    mas depois que eu li esse texto
    percebi que nenhum relacionameto termina sem deixar algo no outro
    pq quando conhecemos uma pessoas nós mudamos algo nem q seja um pouquinho na gnt
    e reconhecemos o outro na gnt
    é essa a parte mais dificil
    ai ai espero q vc viva e viva muito bem nessa nova etapa

    radiopires.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Vc arrasando nos textos como smp!
    Nenhum relacionamento se vai sem deixar magoas, mas podemos esquecer essas magoas ao passar do tempo!
    Seja feliz na nova etapa da sua vida!

    Bjs, bjs ;*
    jaguarsedictions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi linda! Tem um sorteio lá no blog, que você concorre a 1 mês de divulgação no meu blog! É suuper fácil de participar! Vem participar! Bjs

    loucasporumestilo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Todo rompimento é triste, né, mas o de um relacionamento dói de um jeito tão estranho. Já senti isso também. É como se estivesse faltando um pedaço do coração, tem nem como explicar. A vontade de voltar correndo pros mesmos braços de antes é torturante.. Mas passa. Demora, mas passa. Beijão, Amanda!

    ResponderExcluir